I Caravana Vozes do Campo 2011

I Caravana Pedagógica: Viva Maria Floresta Viva!

O curso de Pedagogia do Campo-2006, da Universidade Federal do Pará (UFPA), Campus de Marabá, teve oferta única até o momento, e apresenta diferenciações dos demais cursos ofertados pela universidade, no sentido de ter especificidades, direccionado aos sujeitos do campo, para filhos de agricultores ou agricultores que vivem em áreas assentamentos de Reforma Agrária e acampamentos na região sudeste do Pará, habilitando-os para atuar na educação formal e informal. Esta turma ao longo do curso desenvolve práticas de educação que valoriza os saberes dos povos do campo como conteúdo e elementos de transformação educativa e cultural.

Como parte desta conclusão realizou uma caravana pedagógica entre 05/08 a 14/09 de 2011 em 08 municípios. A Caravana veio como tema gerador: “Viva Maria Floresta Viva” Esta caravana tem se objetivou a realizar debates e oficinas, amostra de vídeo, construção de um mosaico pedagógico e um lançamento comunitário do livro-CD ‘Vozes do Campo’ em cada estação, para fortalecer as bases da Pedagogia do Campo na região do sudeste do Pará e dentro da Educação do Campo e perspectiva ambiental, socializando atividades pedagógicas desenvolvida pela turma nos referidos municípios a qual os educandos residem.. Assim valorizar a luta de uma grande companheira, amiga e integrante da turma do curso de Pedagogia do Campo, Maria Silva que teve sua luta tombada no dia 24 de maio junto com seu esposo e companheiro José Claudio, por defenderem a permanência da floresta viva, no Projeto de assentamento Agro Extrativista Praia Alta Piranheira, localizado no município de Nova Ipixuna sudeste do Pará local de residência do casal.

Descrições das Caravana

ESTAÇÃO JACUNDÁ

A caravana  foi realizada no dia 12 de Agosto de 2011, no PA Jacunda, localizado no município de Jacundá – PA. Estavam presentes, alunos, professores  e comunidade local.

Objetivos da Caravana

  • Contribuir com o debate sobre o papel da Pedagogia do Campo na Educação no Século XXI na comunidade.
  • Compreender o meio em que vivem de maneira lúdica e prazerosa com desenhos e pinturas revelando sua identidade;
  • Aumentar a alta estima através das artes plásticas.

IMAGENS DA CARAVANA

     

ESTAÇÃO NOVA IPIXUNA: A floresta Chora, mas vive…

A caravana de Nova Ipixuna foi realizada no dia 24 de Agosto de 2011, no PAE Praialta Piranheira como participantes; Professores, Educandos e comunidades local e vizinhas.

Objetivos:

  • Contribuir com o debate sobre o papel da Pedagogia do Campo na Educação no Século XXI.
  • Promover debate e reflexão sobre à questão ambiental do assentamento Agro-extrativista Praialta Piranheira através de apresentações e dialogo entre os participantes.

IMAGENS

Relatos de Vivencia com os moradores do local

Arvore mãe nomeada pelo casal Maria e José Claudio

VISITA A MAJESTADE: Arvore mãe nomeada pelo casal Maria e José Claudio

Colaboradores Culturais (Repentistas) Escola Santo Antônio - Gleba Jacaré.

Apresentação do CD VOZES DO CAMPO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                         ESTAÇÃO RONDON DO PARÁ

A estação “Viva Maria Floresta Viva”! Teve seu encontro no Projeto de Assentamento Campo Dourado, na escola do Assentamento, que fica localizado no município de Rondon do Pará, nos dias 26 de agosto de 2011, onde estiveram presentes, crianças, jovens, professores, e comunidade local para contribuirem no evento.

Os objetivos desta caravana foram:

  • Desenvolver ações que integração aos sujeitos local da Escola Campo Dourado
  • Possibilitar a compreensão nos sujeitos formadores, a importância do trabalho coletivo nas ações desenvolvidas na escola.
  • Dialogar com os participantes a importância dos meios artísticos na formação do estudante na escola.
  • Construir um painel artístico na escola na perspectiva de um trabalho coletivo.

IMAGENS DA ESTAÇÃO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTAÇÃO SÃO GERALDO

A caravana “Há arte-educação na floresta” aconteceu entre os dias 08 a 10 de setembro 2011, na Vila Santa Cruz, na Serra das Andorinhas que está localizada a 40 km da sede de São Geraldo do Araguaia Par. Contamos com um publico crianças, jovens, professores e pessoas da comunidade.

Os objetivos alcançados para essa caravana foi:

  • A cultivação de novas relações na família, na escola e na comunidade aprendendo a valorizar o meio ambiente nos espaços em que vive.
  • Valorizar as manifestações artísticas existentes na comunidade.
  • Desenvolver a autoconfiança para participar na vida comunitária e intervir e contribuir nas ações da comunidade.
  • Sensibilizar os participantes sobre a liberdade de expressão.
  • Sensibilizar os participantes como parte do meio ambiente.

ESTAÇÃO ITUPIRANGA

PA TARUMÃ VILA IPIRANGA

A caravana agora teve sua estação no município de Itupiranga sendo o encontro no Projeto de Assentamento Tarumâ, localizado a 60 km do município sendo que as atividades para essa nossa estação foram nos dias 09 e 10 de setembro de 2011. Os participantes que contribuíram para essa caravana foram; Professores, estudantes, e povo da vila Ipiranga.

Essa caravana teve como ponto chave a valorizar a identidade camponesa em que os objetivos para essa proposta foram:

  • Proporcionar momentos de troca de experiências entre os organizadores da caravana com a comunidade, possibilitando assim o fortalecimento e a valorização da identidade camponesa através de suas historias de vida.

IMAGENS DA CARAVANA

 

 

A caravana: Viva Maria, Floresta Viva! realizada no Projeto de Assentamento Tarumã município de Itupiranga, Teve um momento histórico ao receber esta caravana e a estação de Itupiranga intitulada” Valorizando a identidade camponesa”, proporcionou um momento de troca de experiência entre todos, tanto por parte dos seus idealizadores como por parte da comunidade.

Esta troca de experiências veio a contribuir para que não seja esquecida a importância que tem a nossa identidade camponesa e que por séculos sofre com grandes contradições sociais, a nossa identidade foi sendo cada vez mais massacrada e até mesmo abandonada para seguir outra identidade que não e a nossa de origem, esquecendo costumes e culturas que os nossos antepassados tinham.

E esta caravana proporcionou momentos de grandes emoções a todos os participantes, poderiam contar um pouco de sua trajetória pessoal e profissional.

E com a formação do circulo dialógico afirmou o quanto cada um era/é uma peça importante para o evento ter acontecido. E a mística utilizada no centro do circulo com ferramentas e frutos e utensílios que o camponês utiliza para sua subsistência do seu dia-a-dia causou grandes curiosidades e reconhecimento de seus hábitos. Foram momentos que gerou grandes aprendizados para todos.

A caravana contou também com a presença de um representante da secretaria de educação do município, secretario de agricultura, conselho tutelar, representante do sindicato e  o grupo de jovens JUPP, para nos a presença dessas pessoas contou muito, pois veio a afirmar a importância do evento valorizando o nosso trabalho e que estão acreditando na dimensão pedagógica que permite fazer um paralelo entre o campo e a cidade e todas as contradições que esta implícita em tudo desde o currículo que a escolas do campo recebem até mesmo na forma de vida que o povo camponês vem levando, deixando a sua cultura ser massacrada e extirpada sem nenhum pudor.

Anúncios
Esse post foi publicado em Caravanas. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s